Estrofes para moças alaranjadas, de Bel Aurora

Atualizado: Ago 11

(off: harmonização musical do poema Liquid Smooth - Mitski)


foram muito mais do que dias de vontades de me enamorar nos seus seios fartos.

eu, casamentos em outras dimensões, eles:

olhos-lagos de moça preta-amarela

seria preciso estudar ventríloquos

pra tanger as abas desses seus lábios marrons?

sei que se eu tivesse outro corpo

um mais fácil de lerem ao seu lado

você me teria mais fácil

não ficaria fingindo não me desejar ou dizendo me desejar quase sem dizer

admitindo finalmente fora de contextos factíveis


sorte a nossa que sabemos amar uma à outra com a amizade tranquila, apesar das fraudes cometidas contra o nosso sentir.

na realidade, hoje em dia também prezo pelas coisas não-ditas e não-realizadas porque

cada história que faz no corpo moradia tem o direito de aversão aos toques profundos

ao próprio tempo de fazer valer essa verdade particular da epiderme


apenas em sonhos posso

apalpar-te pelas minhas papilas

palpitando em meio aos meus palpites

arrancar rugidos do fundo da sua voz pela

tremedeira rugosa entre suas coxas

veloz como uma saudade de casa a

marejar os seus olhos palpo-charnela

e você

navega

por

dentro

de mim

enluara



Bel Aurora é cantora, compositora e instrumentista, e prepara o lançamento de seu primeiro disco.

Siga nas redes sociais @belaurora




5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo