RASTROS MEMÓRIA POESIA VISUAL

A multiartista Rangel, através da simples ação de demarcar com giz branco no chão o formato de corpos de mulheres voluntárias durante derivas em eventos e na rua, busca trazer à tona a reflexão sobre a memória de mulheres que sofrem todos os tipos de violência. Infelizmente, a realidade em que vivemos faz com as pessoas esqueçam rapidamente destas violências e não enfrentem a verdadeira necessidade de mudança. Algumas reflexões além das demarcações são feitas para e pelo público, e a participação das pessoas é livre e deve ser espontânea.

rastros_memória_poesiavisual_feminina_cr