OBSERVAÇÕES SOBRE A NATUREZA DOMÉSTICA - Maitê Turetta

SEGUNDA-FEIRA, 30 DE MARÇO DE 2020

Barulhos perdoáveis

As mariposas não entendem seu destino. Se debatem contra luz, porque amam. Se elas ouvissem o que ouço, largariam esse relacionamento abusivo.


Safas

As plantas são as mais rápidas em saber das coisas. O dia passa, bem devagar, mas as plantas esticam ainda mais o tempo. Elas fogem do flagrante.


Ocupantes

As borboletas voltaram. Elas agora invadem minha casa, invadem a paisagem. Fiquei pensando se voltaram por causa da calmaria ingênua das ruas. Do silêncio, que agora é intenso. Ou se voltaram pra trazer um segredo, aquele sobre transformar-se.


Súbitos

Enquanto pensava uma carta de amor, ou de ressentimento, percebi, num repente, que escrevê-la seria completamente desnecessário. Sem nenhum sentido aparente, uma lesma deslizava lenta na parede diante dos meus olhos.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo